Arquivo | julho, 2012

Paris – Aluguel de apartamento

31 jul

Olá pessoal!Enquanto não sou rica para ter meu próprio apartamento em Paris, alugo meu cantinho via web e ainda economizo uma grana!

Neste meu primeiro post aqui no ENSR, resolvi contar um pouco da minha recente viagem, à Paris, em comemoração ao aniversário de três anos de casamento 🙂

Aqui em casa eu sou a viagem-maníaca, então o maridão deixa tudo nas minhas mãos. Sempre sou eu que pesquiso, planejo, reservo tudo e acabei aprendendo algumas coisinhas nesse processo.

Dessa vez, porém, a viagem foi decidida “no susto”, não tive muito tempo para planejamento. Utilizei pontos do cartão de crédito para emitir as passagens com menos de um mês de antecedência da viagem!

Foi então que começou a saga da hospedagem. Uma vez que as passagens estavam em mãos, não tinha mais volta: precisava achar um lugar legal pra ficarmos, mas não podia ser muito caro, afinal de contas, a viagem resolvida de última hora não havia nos dado tempo suficiente para economizar $$$ e por enquanto não sou rica, sabe?!? 😉

A internet e os amigos são fundamentais nessa hora. Uma grande amiga do trabalho havia passado uma semana em Paris em fevereiro, e eu sabia que ela havia pesquisado bastante antes de decidir, afinal, alugar um apartamento.

O apartamento que ela havia ficado, porém, já estava alugado. Aliás, a agência de aluguel de apartamentos que ela havia utilizado já não tinha mais nenhum apartamento disponível para o período da nossa viagem!

Foi então que essa amiga me indicou o VRBO® – Vacation Rentals by Owner®, um site de classificados especializado em anúncios de aluguel de apartamentos para temporada. Os apartamentos são anunciados tanto por agências locais especializadas quanto pelos próprios proprietários e o site contem apartamentos do mundo todo (inclusive no Brasil!).

O VRBO® literalmente salvou nossa viagem, mas o começo da pesquisa não foi fácil. Os apartamentos que tinham uma boa relação custo x benefício já estavam alugados, e perdi a conta de quantos e-mails recebi de “Desculpe, esse apartamento não está disponível no período que você solicitou.”

Depois de muito pesquisar (muito mesmo) e preencher um sem número de formulários, encontrei o nosso apartamento em Paris!

Ele é administrado (e foi anunciado no VRBO) pela agência Short Time Rental. Fica na Rue de Rivoli, no 4o Arrondissement, uma localização imbatível!

Paris, é importante saber, é dividido em Arrondissements (ou bairros) numerados de 1 a 20, do centro à extremidade da cidade, num formato de caracol. É difícil entender sem ver o mapa, por isso eu coloquei um aqui, ó:

20120725-065309.jpg

Como você pode perceber pela imagem, o Rio Sena corta Paris. A maior parte das atrações que interessam numa primeira viagem estão bem próximas ao Sena, então quanto mais centralmente localizado estiver o seu hotel ou apartamento, mais fácil vai ficar a sua locomoção por lá. De qualquer maneira, o metrô de Paris cobre a cidade toda e é um meio rápido e econômico de se circular, mas é inegável a vantagem de se poder ir a pé às suas atrações favoritas. No nosso caso, a Catedral de Notre Dame e o Hotel de Ville eram nossos vizinhos!

Coloquei abaixo algumas fotos do apê. Vejam como ele é bem iluminado e moderno.

Sala com varanda

Mesa para dois

Cozinha

Quarto

Banheiro

Esta não foi a primeira vez que alugamos apartamento, passamos o Natal e Ano Novo em NY em um studio ultra bem localizado e pagando cerca de 40% a menos do que se tivéssemos ficado num hotel mais ou menos.

É claro que o hotel tem sim suas vantagens, e a principal delas é a estrutura de serviço. No apê não tem camareira, concierge, lavanderia, encanador, chaveiro etc.

Pode parecer bobagem, mas quando você trancar a porta do apê com a chave por dentro e tiver que ir andando até a agência pra pegar a chave reserva (isso se você der sorte de ser horário comercial e existir uma chave reserva), vai entender o que eu estou dizendo… hihihihi (Sim, eu fiz isso! E sim, graças a Deus era horário comercial e existia uma chave reserva!)

Por outro lado, num apartamento você vive uma experiência incrível de se sentir um local… Compra baguetes na padaria, faz um jantar a luz de velas com queijos, geléias e vinho comprados na esquina “de casa”, vive por alguns dias o gostinho de fazer parte do lugar e faz tudo isso gastando bem menos!

Algumas dicas valiosas:

1 – Em Paris o seguro do apartamento contra incêndios e outros danos é obrigatório e normalmente pago pelo locatário. Confira se o preço anunciado já inclui o seguro ou quanto ele custa.

2 – Exija um contrato, imprima todos os emails e faça todas as perguntas. Antes de fazer qualquer pagamento, jogue o nome da agência no Google ao lado de palavras como “trouble”, “complain”, “problem” etc e veja se há algum problema sério relatado. Se puder, peça o contato de antigos clientes para pedir referências.

3 – Dê preferência a um prédio com elevador, principalmente se o seu apartamento ficar do 3o andar pra cima. Em Paris a maioria dos prédios só tem escada e subir até o 5o andar cheio de malas depois de um vôo cansativo é de acabar com a coluna de qualquer mortal. Mas isso não será um problema se você conseguir viajar com pouca bagagem.

4 – Confirme o horário de check-in e check-out e, ainda que o late check-out seja cobrado, recomendo que você pague por ele se o seu vôo sair só no final do dia. Lembre-se que nos prédios não existe uma recepção onde você possa deixar as malas até a hora de seguir para o aeroporto e você vai querer tomar um bom banho antes de partir.

Serviço:

VRBO – Site de classificados de aluguel de apartamentos para temporada no mundo todo.

Short Time Rental – Agência que aluga apartamentos para temporada em Paris e arredores.

Paris Best Lodge – Agência de apartamentos em Paris (epecializada nos bairros Marais e Quartier Latin). Foi a agência que minha amiga utilizou. Ela adorou tanto o apartamento quanto o atendimento. Para as minhas datas todos os apartamentos já estavam alugados.

Viaje na Viagem – Dicas para você encontrar o apartamento dos seus sonhos em qualquer lugar do mundo.

Restaurante Praça São Lourenço

30 jul

Enquanto não sou rica, aproveito as cortesias que o marido ganha!

Semana passada, fomos jantar no restaurante Praça São Lourenço da Vila Olímpia – SP (eles também têm uma unidade no Shopping Iguatemi de Alphaville).

Me arrumei um pouco, afinal fazia tempo que não saíamos pra jantar só nós dois. Nada de mais também, já que estava indo a um restaurante e não a uma festa!

Arrumadinha pro jantar

A primeira impressão que tive ao entrar é de um lugar bem aconchegante, tranquilo e sofisticado, mas com um ar caseiro bem gostoso.

Chegamos bem cedo, o lugar ainda estava vazio e não sei se por isso o atendimento foi excelente desde o primeiro momento. Mesmo de um garçom atrapalhado que não soube nos passar informações sobre um prato, mas que foi muito atencioso ao se informar para tirar nossas dúvidas.

Pedimos de entrada um crocante de siri com tomate confit, salada verde e tapenade, que estava muito bom e bem montado. As folhas bem frescas e o bolinho de siri bem sequinho e crocante mesmo (esqueci de tirar foto).

Como prato principal, meu marido pediu bombom (miolo de alcatra) grelhado com mil folhas de batata e mandioquinha e molho de vinho tinto. Eu experimentei o prato dele pra poder contar pra vocês: a carne veio ao ponto, como pedido, e estava muito bem temperada e preparada. O acompanhamento de batata e mandioquinha foi uma das melhores invenções que já fizeram. Uma delícia!

Prato do marido

Eu pedi peixe branco no forno à lenha com molho cítrico e mandioquinha rústica na manteiga de ervas. O peixe do dia era robalo, mas esqueci de perguntar se é sempre esse ou se varia. O peixe estava divinamente temperado e preparado. Meu marido ficou até querendo trocar de prato comigo de tão bonito (e gostoso) que estava! A mandioquinha também estava boa, mas nada de excepcional. Como eu amo mandioquinha de qualquer jeito, adorei, mas acho que pra quem tem um paladar mais refinado talvez falte alguma coisa.

Meu prato

Pelo que meu marido comentou, a carta de vinhos é excelente e com preços justos, mas eu não posso comentar mais do que isso porque eu não bebo, então não tenho ideia do que é bom e do que é justo quando se trata desse assunto. Ele tomou um vinho africano.

Vinho africano

Eu tomei um suco de tangerina, que é uma delícia e só tem nesta época do ano!

De sobremesa, pedi um potinho-gâteau de chocolate belga e sorvete de baunilha. Eu achei que estava muito bom e o sorvete tinha um sabor especial que me agradou muito.

Potinho-Gâteau de sobremesa

A única coisa que não me agradou muito foi o preço! Pra quem está correndo atrás da riqueza como eu, não é um lugar onde podemos ir sempre. Mas vale a pena o investimento em datas especiais e não só para momentos a dois.

O restaurante possui cardápio infantil e aos finais de semana e feriados conta com uma equipe de recreação durante o almoço, além de uma área reservada para as crianças, lagos com carpas e uma casa na árvore (muito importante para mamães como eu).

E além de tudo isso, o espaço ainda se preocupa com questões sócio-ambientais.

Para mais informações, entre no site do restaurante, onde são disponibilizadas todas as informações como planta do espaço, carta de vinhos e menus.

Vale contar que numa mesa ao lado da nossa havia um grupo de oito mulheres numa despedida de solteira! Achei um lugar muito peculiar pra fazer uma despedida, eu escolheria um lugar mais descontraído…

Enfim, o que eu queria contar é que meu marido, todo engraçadinho e cheio de piadinhas, perguntou se podia se oferecer pra fazer um strip-tease pra animar a festinha das meninas… Fingi que nem ouvi!

Mas depois fiquei pensando… Vai que é assim que eu fico rica? Da próxima vez, eu deixo!

Olá, mundo!

30 jul

Então vamos lá.

Foi dada a largada para mais uma aventura no reino da blogosfera.

Quem nunca começou a escrever um blog e acabou por deixá-lo de lado, que atire a primeira pedra.

A vantagem é que dessa vez, não estamos sozinhas. Somos mais de uma. Na verdade, somos cinco.

Nos conhecemos de uma forma pouco convencional (será?), temos um repertório de assuntos e conversas inesgotáveis e compartilhamos a mesma vontade: nos tornarmos ricas!

Mas enquanto isso não acontece, vamos levando a vida e nos divertindo com as desventuras de ter que conviver com essa falta de riqueza…

Vamos escrever um pouco sobre muita coisa. Ninguém aqui é especialista nem dono da verdade.

Vamos escrever de forma leve e divertida sobre o nosso cotidiano e sobre o que vier às nossas cabeças.

Se quiser conhecer cada uma de nós, vá ali no “Quem escreve?”.

Colaborações e comentários são muito bem-vindos. Tudo com moderação e bons modos, claro.

Entre, e fique à vontade. Não paga nada. Ainda!

%d blogueiros gostam disto: