Arquivo | novembro, 2012

18 coisas para se fazer antes de ter um filho

30 nov

Enquanto eu não sou rica, o final do ano está chegando e meu filho está prestes a completar seu primeiro ano de vida, parei pra pensar no quanto a maternidade muda a gente (mulher, mãe), os outros (amigos, familiares), o casamento (assunto pra outro post, né), o sexo, a rotina da casa, o nosso corpo, o nosso modo de ver a vida, o trabalho, enfim, a lista é bem grande de mudanças.

No geral, as mudanças são bem positivas. Mas são mudanças. Se você não está disposto a mudar sua vida, não tenha um filho. Porque, sim, um filho muda tudo. Como eu disse, o saldo é positivo porque ter um filho é, também, a melhor coisa do mundo. É ver a continuidade da nossa vida, um pedacinho da gente, em outra pessoa.

Mas se a sua vida está boa demais assim, ou se a maternidade (ou paternidade, para os meninos rs) está nos seus planos futuros, andei pensando aqui numa lista de coisas que você deve fazer antes de ter um filho.

Minha listinha pessoal não foi seguida tão à risca. Mas fiz tudo isso aí descrito abaixo. Mesmo assim, a adaptação à maternidade não está sendo foi  a coisa mais fácil do mundo. E acho que pro maridão, vale o mesmo!

Se você está pensando em ter um bebê, que tal pensar em fazer essas coisas antes, hein??

18 COISAS PARA FAZER ANTES DE TER UM FILHO:

  • Morar por pouco tempo, em vários lugares.
  • Fazer um mochilão.
  • Tomar um porre ou se submeter a experiências alucinógenas.
  • Dormir. Muito. O máximo que você puder.
  • Passar um dia sem fazer nada, só levantando da cama para ir ao banheiro.
  • Fazer sexo em todos os cômodos da casa (aliás, faça sexo. Muito sexo. Sexo espontâneo. Só porque deu vontade, e não porque já fazem 6 meses que você não faz sexo ou porque você tem que fazer antes dos seus filhos acordarem).
  • Trocar de emprego, sem dó, até achar aquele que você realmente almeja.
  • Ir para a balada e chegar às 7 da manhã.
  • Aproveitar o prazer de gastar seu dinheiro só com você.
  • Tirar férias de verdade (sem fralda, babá…).
  • Viajar gastando pouco (ficando em albergue, dormindo em aeroporto…).
  • Encontrar alguém que também queira ter filhos. Porque quando 1 um dos 2 quer, é problema na certa.
  • Apreciar seu corpo. Ou, se você não for a pessoa que vai dar à luz, apreciar o corpo da sua esposa. Vai mudar. Fato.
  • Emagrecer. Depois que o bebê nascer, fica mais difícil.
  • Ir a todos os restaurantes e bares dos seus sonhos.
  • Agir espontaneamente. A maternidade quase extingue a espontaneidade. Todos os seus movimentos têm que ser friamente calculados.
  • Aprender uma nova língua, um instrumento. Depois você não vai ter tempo.
  • Desfrutar o prazer da solidão, do silêncio…

E ai? O que acharam?

Quem já embarcou na maternidade, quantos itens foram riscados ?

Quem pensa em embarcar, tem algo mais a sugerir ?

Louca pra ler opiniões… rs

Bom final de semana a todos e até semana que vem (de férias! Uhuuu!).

Anúncios

Ladrilhos Hidráulicos

29 nov

Enquanto não sou rica e não possuo um decorador, vejo o que está na moda e tento, às vezes, nem sempre encaixa no meu gosto adequar na minha casa.

Faz tempo que não escrevo sobre decoração, então trouxe um assunto que já foi moda e voltou, os famosos ladrilhos! Lembram os revestimentos das casas de nossas avós ou até de algumas igrejas?! Então… eles estão com tudo nas decorações.

O ladrilho é produzido em formas de latão, sendo totalmente ecológico porque a sua fabricação é artesanal, não consome energia nem emite gases com a queima em fornos. Precisa de até 30 dias para ficar pronto e exige impermeabilização para evitar manchas. A aplicação do ladrilho hidráulico pode ser feita em conjunto com outros materiais, como cimento queimado, pó de mármore ou madeira.

Não estou certa se estes ladrilhos me conquistam. Sabe aquele sentimento que gosto, mas não gosto e não na minha casa! Para isso busquei alternativas de quem quer embarcar nesta onda, existem lugares que pode encomendar os desenhos e cores específicas, já que são artesanais e feitos sob encomenda (ponto positivo!).

Hoje possui sites e lojas que podem até simular o seu ladrilho, assim você escolhe a cor e o formato conforme seu próprio gosto. Caso não queira arriscar tem até adesivos que imitam e acabam dando um charme na sua decoração, podendo até ser mais baratos que os próprios em revestimento e se não gostar é só tirar e pintar a parede.

Um ladrilho hoje custa em torno de R$ 25 o m2 os mais simples e podem chegar até R$ 180 o m2 os mais elaborados. O custo alto pode até ser explicado por ser artesanal e o tempo que demora produzir.

Encontrei este vídeo de como os ladrilhos são fabricados, da até gosto de ter um!

Algumas ideias que ficaram lindas para inspiração e se alguém for adepto e já fez essa mudança, mande sua fotinho para nós!

Foto: Casa e Jardim

Fiquei encantada com este piso, deu um toque lindo na área da churrasqueira.

Foto: Casa Rosa Arquitetura

Este eu amei! Para quem quer usar os ladrilhos com um toque moderno, achei uma boa pedida! Ficou maravilhoso… só colocaria um pouquinho de cor e vida da área.

Foto: Enfim Casada

Achei um charme este hall… um estilo totalmente retrô!

Foto: Casa Rosa Arquitetura

Nesta área conseguiria passar horas lendo um livro ou descansando!

Foto: Westwing

Esta foto o ladrilho é um adesivo! Pela foto engana direitinho e ficou bem bonito.

Bjos e até mais.

01 de dezembro, dia mundial de combate a AIDS.

28 nov

Imagem retirada do site do Fleury.

Enquanto não sou rica, eu não posso ficar doente. Aliás, ninguém pode, não é? Doença não escolhe condição social, por isso eu sempre me previno.

Na próxima sexta é dia mundial de combate a AIDS (síndrome da imuno deficiência adquirida, causada pelo vírus HIV).
Eu ” conheci” a AIDS quando a doença ainda era uma coisa do outro mundo, no começo dos anos 80. Infelizmente essa doença levou pessoas queridas do meu convívio.

Estudos recentes mostraram que 70% dos pacientes infectados com vírus HIV em tratamento no Brasil apresentaram carga viral indetectável apenas 6 meses após iniciar o tratamento com antirretroviral, o famoso coquetel anti AIDS.

Embora essas números sejam satisfatórios, pois não muito antigamente, receber esse diagnostico era receber sentença de morte, o números de pessoas infectadas com o vírus ainda assusta.

Aproveitando que dia 01 de dezembro, é dia mundial de combate a AIDS, vale a pena lembrar:

HIV é transmitido através de contato com sangue ou mucosa de pessoas portadoras do vírus através de relação sexual, compartilhamento de agulhas e transfusão sanguínea.

Não se pega beijando, abraçando, brincando e muito menos respirando o mesmo ar da pessoa portadora do vírus.

Mais prevenção e menos preconceito!

%d blogueiros gostam disto: