Arquivo | outubro, 2013

Visitas na maternidade: o que pode e o que não pode?

30 out

20131030-015731.jpg

Enquanto não sou rica e não tenho uma assistente pessoal (gente, eu acho que minha vida seria tão mais fácil se eu tivesse uma!), conto com a ajuda da internet para organizar as últimas coisas antes da chegada do Lucas.

Tenho aproveitado os dias que antecedem o nascimento do meu primeiro bebê para descansar bastante e por muita coisa em ordem. Nesse meio tempo, várias pessoas queridas têm feito contato para perguntar se o Grande Dia está chegando e se queremos receber visitas na maternidade.

Sobre esse ponto, sei que a resposta pode variar bastante de acordo com o perfil dos pais do bebê. Tem gente mais reservada, tem quem goste de uma boa bagunça e tem quem não faz a maior ideia do que prefere porque nunca passou por isso antes. Eu andei pesquisando e lendo depoimentos sobre o assunto, para tentar descobrir em que categoria me encaixo, e acho que sou do tipo social. Acredito que deve ser gostoso receber os amigos e familiares para compartilhar esse momento mágico que é a chegada de um novo membro na família 🙂

De qualquer forma, achei legal compartilhar algumas recomendações que encontrei na web. Confesso que eu já cometi algumas gafes ao visitar babies de amigos na maternidade (principalmente porque gosto de papear e acabo sempre estendendo muito as visitas). Então se você, como eu, nunca esteve “do lado de lá”, vale a pena conferir algumas dicas para que a visita ao recém nascido seja tranqüila, segura e agradável para todos.

1 – Ligue antes

Depois do parto, a mulher estará cansada, vai precisar de um tempo para se recuperar e se entender com a amamentação, então é sempre educado ligar antes (para o pai, por favor) e perguntar como estão as coisas e qual é o melhor momento para fazer a sua visitinha. É do pai a responsabilidade de organizar as visitas para não deixar o quarto superlotado.

2 – Só vá se estiver com a saúde perfeita

Muitas vezes ficamos tão empolgados para conhecer o novo mascote da família que nem nos lembramos de uma coisa bastante importante: o recém nascido ainda não tem seu sistema imunológico completamente formado. Por isso, qualquer dor de garganta, resfriado ou coceira no olho deve te impedir de ir ao hospital. Sei que pode ser doloroso, mas pense no bem estar da criança e segure a ansiedade!

3 – Seja breve

Como eu disse, esse é o item mais difícil para mim. Quem me conhece sabe que sou muito faladeira e já fiz visitas muito mais longas do que o recomendável. Agora tento me policiar mais. Dizem por aí que 15 minutos seriam suficientes. Eu acho que pode ser um pouco mais que isso, desde que o quarto não esteja muito cheio.

4 – Não peça para segurar o bebê

Eu sei: ele é fofo, irresistível, mas está aprendendo agora a viver nesse nosso mundão e ficar passando de colo em colo pode ser assustador e certamente o deixará desconfortável. Se você pedir, a mãe vai ficar sem graça de falar não, então é mais simpático não pedir. Se a mãe insistir muito, pode pegar um pouquinho, mas não fique chateado se ela não o fizer.

5 – Cuidado com as fotos

Nos dias de hoje, tudo que fazemos vai parar no Facebook, Instagram e Twitter quase imediatamente. Mas segure seu impulso e só tire fotos do baby se os pais autorizarem, não use flash e nunca nunca nunca NUNCA publique ou envie as fotos a outras pessoas. Os pais devem ter o direito de ser os primeiros a divulgar as imagens do pequeno ou podem preferir não expô-lo nas redes.

6 – Dê privacidade à mãe e ao bebê

Se você estiver no quarto e uma enfermeira ou médico entrar, saia por um minutinho. A mãe pode ter perguntas íntimas a fazer, ou pode estar com dificuldades para amamentar e vai precisar de tranqüilidade para se concentrar nas orientações passadas pelos profissionais.

7 – Evite os palpites

Mesmo que você tenha 48 filhos e esteja diante de uma mãe inexperiente, morda a língua antes de dizer coisas como “ele está com frio/fome/sono” ou “você está segurando errado” ou, pior “eu não amamentei e meus filhos são todos fortes e saudáveis”.

8 – Lave bem as mãos e aplique álcool gel assim que entrar no quarto.

Medidas simples e eficientes que evitam a contaminação por doenças e dão tranqüilidade aos recém-pais.

••••••••••••

E você que já teve filhos, conta pra gente como foi o período pós parto! Recebeu muita gente? Foi tranquilo? Tem mais dicas ou recomendações a fazer? Divida conosco!

Novo cronograma

30 out

20131030-020249.jpg

Enquanto não somos ricas e o blog ainda não é uma empresa, não podemos nos dedicar só a ele e nem contratar um redator pra cobrir a licença maternidade das mamães do blog.

Com os últimos acontecimentos nas vidas das nossas blogueiras, ficou difícil manter o ritmo de posts, por isso agora as postagens acontecerão três vezes por semana, às segundas, quartas e sextas.

Esperamos continuar vendo você sempre por aqui!

Eventos da semana (em São Paulo) para crianças e adultos

28 out

Enquanto não sou rica e não tenho sempre recreadores à dispoição e nem a possibilidade de viajar sempre pra encontrar o que procuro, tento ficar de olho nos eventos bacanas que rolam por aí, quando posso dar uma olhada nos produtos daquela loja ou daquele artesão de outra cidade ou quando posso oferecer atividades diferenciadas pras minhas filhas.

Nesta semana, de 31/10 a 03/11 acontece a segunda edição do ano da feira Baby Bum, na Vila Leopoldina. É um evento bem legal, que reúne diversos expositores que oferecem serviços e produtos diferenciados, bonitos e criativos, de vestuário, decoração, papelaria, etc. Nessa edição, enquanto você passeia pela feira, as crianças poderão brincar no stand da loja de aluguel de brinquedos Joanninha e participar das atividades e oficinas oferecidas pela Mamusca, que já indiquei pra vocês aqui.

Babybum_ConvEletronico

 

A semana oferece também o V Salão Paulista de Cutelaria – o maior evento de cutelaria da América do Sul; que acontece de 01 a 03/11 na Vila Mariana. Lá você poderá admirar e adquirir peças de cutelaria de renomados artesãos nacionais e internacionais; participar do workshop “Eficiência da Arte Marcial Filipina Pekiti-Tirsia International Brasil”, fazer uma aula experimental e assistir a uma demonstração de forja. É cobrado um valor de entrada por pessoa de R$10,00 para um dia de evento ou R$20,00 para dois ou três dias de evento e crianças até 10 anos não pagam. Leve 1kg de alimento não perecível que será doado à AME.

VSPC

 

Outro evento legal que vai acontecer aqui em São Paulo é o SlowKids, dia 03/11, na arena do Parque da Água Branca. O evento é gratuito e entre várias oficinas e atividades, será exibido o filme “A História Sem Fim”, um dos preferidos da minha infância, e acontecerá uma feira de troca de brinquedos: leve um e troque por outro. Aproveite pra fazer um piquenique com as crianças curtindo um dia de sol (o evento será cancelado em caso de chuva).

slowkids

 

Para mais informações sobre os eventos, acesse os links do post.

Beijos e boa semana pra vocês.

 

%d blogueiros gostam disto: